Seguro para motorista de aplicativo custa até 70% mais do que para particular

seguro automotivo na região metropolitana de São Paulo para um motorista de aplicativos de transporte entre 36 e 45 anos e com bônus 0 pode custar até 70% mais do que para motoristas de mesmo perfil que utilizam o veículo somente para passeio.pps, como Uber e 99, por sua vez associadas com maior exposição a acidentes e furtos ou roubos. Os dados são da TEx, uma startup especializada em soluções digitais para o mercado segurador.Ainda segundo o levantamento, mais de 75% dos motoristas estão buscando o seu primeiro seguro, que pode custar até 30% mais que a renovação de um seguro pré-existente.
“Isto acontece porque a seguradora não tem nenhum conhecimento prévio da pessoa que está contratando o seguro pela primeira vez”, explica Emir Zanatto, COO da TEx. Outro fator destacado por ele é que a maioria dos motoristas de aplicativos declaram que rodam cerca de 3.000 quilômetros por mês, o equivalente a 150 quilômetros por dia, caso se considerem 20 dias de trabalho por mês. Essa informação é relevante e deve ser prestada com exatidão, alerta Zanatto: “A falsa declaração da quilometragem mensal pode levar a seguradora a recusar ou reduzir uma indenização no futuro”.O levantamento revela ainda que quase 65% dos motoristas de aplicativos consultados estão na faixa entre 26 e 45 anos71% são do sexo masculino e casados, e somente 11% são do sexo feminino. Outra conclusão é que as cidades no Brasil onde a demanda por seguros para carros é maior são São Paulo, Recife, Curitiba, Salvador e o Distrito Federal, e que os carros próprios mais utilizados são Onix, Prisma, Ka, Sandero e Versa.

FONTE: Valor Investe / Foto: Reprodução

Compartilhe e promova o associativismo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *