Selo CIPFV não tem valor jurídico, mas tem valor para os associados; entenda mais

O selo CIPFV não tem valor jurídico e nem é reconhecido pelo governo, foi criado por empresarios que buscam fazer da proteção veicular um serviço transparente e ajudar quem quer realmente saber melhores informações do local que está optando proteger seu veículo.

Isso porque o selo traz uma maior transparência aos associados: dá acesso aos extratos bancários da entidade, obriga a associação a se declarar ao ministério público, além de ter acesso nas assembleias de prestação de contas. O fato também é que as associações que tem esse selo são entendidade que submeteram-se a análise de documentos administrativos, tais como: ata de fundação, estatuto, atas de assembleias de prestação de contas, último parecer do conselho fiscal para aprovação de contas, cálculo atuarial justificando a definição do valor para contribuição mensal dos associados, demonstração de atuação da diretoria, extrato das últimas 24 (vinte e quatro) movimentações bancárias mensais. Ou seja, um longa e detalhado processo.

Vale lembrar que essa iniciativa, apesar de ser gratuita, não é obrigatória. Cabe as entidades que querem se comprometer a uma ação que só traz benefícios e seriedade ao associativismo se juntar ao selo CIFPV. Afinal, se desvicular da imagem de mercado que não tem seriedade é algo que traz diferencial hoje em dia.

O valor juridico é inexistente, mas o valor que a força da demonstração de seriedade dá é grande.

Acesse e conheça mais sobre o selo que vem ganhando o mercado do associativismo: https://www.cifpv.org/

Compartilhe e promova o associativismo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *