Jornal da Globo lê nota de esclarecimento sobre reportagem de crime organizado no RJ

Confira, abaixo, a Nota de Esclarecimento enviada para o Jornal da Globo e lida, em trechos, ao vivo.

NOTA DE ESCLARECIMENTO 

A AAAPV (Agência de Autorregulamentação das Entidades de Autogestão de Planos de Proteção Contra Riscos Patrimoniais) esclarece que repudia o suposto envolvimento de cooperativas e associações de autogestão de planos de proteção contra riscos patrimoniais em esquema criminoso com traficantes para resgate de carros roubados/furtados na Baixada Fluminense, como foi veiculado na edição do dia 18 de abril, no Jornal da Globo:  

“Nós repudiamos qualquer ato criminoso e nos certificamos que as associações/cooperativas de autogestão de planos de proteção contra riscos patrimoniais filiadas a AAAPV não compactuam com crimes e não têm qualquer tipo de contato com traficantes. Todas as mútuas filiadas (185) são orientadas a não se sujeitar ao pagamento de resgate, seja para policiais, para empresas especializadas ou para assaltantes. Esses atos criminosos fazem parte de um grupo pequeno de associações que não representam todo o segmento. 

O que pouco se fala é como a proteção veicular é importante para os moradores do Estado do Rio de Janeiro. Hoje, com o alto índice de criminalidade na região, restam poucas opções para os cariocas protegerem seus bens, e é por meio das mútuas que eles encontram uma maneira justa e segura de resguardar o patrimônio.  

Ressaltamos também que as associações e cooperativas são legais, constituídas e amparadas pelo Código Civil Brasileiro e Constituição Federal (art. 5º, XVII CF). O funcionamento das entidades não possui nenhum impedimento legal, responsabilizando-se solidariamente de conformidade com os princípios do associativismo e cooperativismo embasados na Lei Federal 5.764/71”.

Fonte: AAAPV /Foto: Reprodução

Compartilhe e promova o associativismo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *