Proteção veicular: alternativa para proteger o seu veículo

Com o aumento do número de veículos e a violência no trânsito, as pessoas estão procurando cada vez mais proteger o seu automóvel, porém grande parte desse público não se enquadra no perfil das seguradoras, seja pelo modelo do veículo ou pelo perfil do motorista. Esse problema, aliado à crise econômica no país, fez com que aumentasse a procura por outras alternativas de proteção. Para atender esse público, existe no mercado as associações de proteção veicular.

Mas quais são as principais diferenças entre seguro automotivo e proteção veicular?

  • No SEGURO AUTOMOTIVO o segurado adere a uma apólice e transfere o risco de seu bem para a seguradora, enquanto que, na PROTEÇÃO VEICULAR, o associado assina o Contrato de Responsabilidade Mútua e divide o risco com os demais associados.
  • Na PROTEÇÃO VEICULAR não há variação no preço da adesão, em função da localização do bem, da idade e sexo do condutor. O valor da adesão paga varia em função do valor veículo. Enquanto no SEGURO AUTOMOTIVO à variações de valores de acordo com os perfis dos condutores do veículo.
  • Uma das vantagens mais atrativas de ter uma PROTEÇÃO VEICULAR é o PREÇO, pois trabalha com uma proteção mensal, e não anual, sem que haja uma renovação obrigatória.
  • As associações e cooperativas que atuam no segmento de PROTEÇÃO VEICULAR têm como objetivo o auxílio mútuo de seus associados e cooperados em relação à segurança e conservação de seus veículos.
  • As associações de um modo geral são constituídas amparadas pelo Código Civil brasileiro e Constituição Federal (art. 5º, XVII CF). O funcionamento das associações de PROTEÇÃO VEICULAR não possui nenhum impedimento legal, responsabilizando-se solidariamente de conformidade com os princípios do associativismo e cooperativismo embasado na Lei Federal 5.764/ 7.

Sendo ofertada por muitas associações com um baixo custo e vários benefícios, essa opção vem lesando vários consumidores que escolheram contratar a proteção veicular como forma de proteger o seu veículo. Há muitas cooperativas no mercado de proteção veicular que oferecem os benefícios, mais na hora de executar o que foi prometido não conseguem ou não querem realizar o serviço.

O segmento de proteção veicular não esta no mercado para competir com as seguradoras, mas atender o público na qual não se encaixa no perfil exigido por elas. Hoje no país 75% da frota de veículos não possuem nenhum tipo de seguro.

Listamos alguns itens que deve se analisar antes de contratar a proteção veicular:

1 – CONHEÇA A ASSOCIAÇÃO

Antes de escolher uma associação deve-se fazer uma pesquisa. Nesse momento é hora de avaliar não somente os valores, mas também quais são as benefícios e serviços inclusos. E principalmente a idoneidade da associação. Consulte o CNPJ, verifique se possui sede própria e se os benefícios ofertados são realmente prestados.

2 – PARCEIROS

Conheça os parceiros nos quais a associação possui relacionamento, e busque informação sobre a qualidade dos serviços, pagamentos e referencias no mercado automotivo.

3 – OFICINAS/CONCESSIONÁRIAS

Verifique a quantidade e a qualidade das oficinas que são parceiras da associação. Pois na prestação de serviços são elas que irão realizar o conserto do veículo quando necessário. Busque se informar também, se há parcerias com concessionárias, em caso de veículos zero km ou que estejam com a garantia ativa as concessionárias que irão realizar o serviço.

4 – REFERÊNCIAS NAS MÍDIAS SOCIAIS E RECLAMEAQUI

As redes sociais também são excelentes ferramentas de busca de informações sobre associação. Veja como está a avaliação da página no Facebook (por exemplo), leia os comentários, os tipos de postagens, e principalmente a interação que a associação faz com o publico, se há respostas aos questionamentos relatados. Outra fonte de busca que possui bastante relevância é o site RECLAMEAQUI, nele os clientes insatisfeitos relatam suas más experiências com associações e avaliam a solução que foi dada ao fato ocorrido. É importante verificar se todas as reclamações foram atendidas e qual o índice de satisfação dos consumidores.

5 – VISTORIA PRÉVIA

Essa vistoria é realizada para saber a condição em que o veículo se encontra, sendo feita por profissionais qualificados e capacitados.

6 – CONTRATO DE ADESÃO

O contrato de adesão é o documento que especifica todos os seus direitos e deveres como associado, e por isso, devem ser analisados com todo cuidado. O consultor tem um papel fundamental na negociação, especificando os principais pontos relativos à proteção. Mas, ainda assim, é essencial ler o contrato, marcar os termos que você teve dúvida e esclarecê-los com o seu consultor.

7 – BENEFÍCIOS

É importante ter atenção a todas os benefícios previstas no contrato, para se certificar de que elas são adequadas às suas necessidades e principalmente se o que esta sendo ofertado será desempenhando.

Com fontes do: G1*

 

Compartilhe e promova o associativismo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *