Motoristas devem ter cuidado no transporte em veículos comuns

Fonte: Engeplus

Os motoristas devem ter cuidados para a forma correta de transportar objetos presos na carroceria de veículos de pequeno porte, caminhonetes e carretinhas atreladas. O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) prevê cada condição para organizar, distribuir e transportar objetos em caçambas, tetos e carretas segundo a largura, altura e peso do que será acondicionado, bem como a documentação do condutor e do equipamento atrelado.

O transporte de bagagens em tetos de automóveis, amarrados em estruturas fixas na estrutura do veículo segue o determinado pelo artigo 109 do CTB e pelas resoluções 210/06 e 349/10 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Os textos regulamentaram as dimensões e o transporte de cargas em veículos de passeio e camionetas, onde a largura máxima autorizada de qualquer objeto transportado não pode ultrapassar 2,60 metros, com altura de 4,40 metros. Qualquer carga transportada em automóvel que exceda estas dimensões deve possuir Autorização Especial de Trânsito (AET). A expedição da AET é realizada pela Autoridade de Trânsito com circunscrição na via pública.

Pela norma do Contran, as cargas, já considerada a altura do bagageiro ou do suporte, deverá ter altura máxima de 50 centímetros e as dimensões não devem ultrapassar o comprimento da carroceria e a largura da parte superior da carroceria.

As camionetas poderão transitar com compartimento de carga aberto apenas durante o transporte de carga indivisível que ultrapasse o comprimento da caçamba ou do compartimento de carga.

Compartilhe e promova o associativismo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *