Vídeo para Corretores esclarecerem os riscos da Proteção Veicular aos seus clientes é lançado

Informação pode fazer diferença na vida de qualquer pessoa. Para contribuir no esclarecimento aos consumidores, o Sincor-SP, em parceria com o SindSeg-SP, lançou um vídeo informativo para esclarecer sobre a atuação das associações de proteção veicular.

Tentando ser uma alternativa para o amparo que somente o seguro oferece, a proteção veicular está se popularizando no Brasil prejudicando muitas pessoas. Para ajudar a sociedade a entender melhor a diferença e os riscos a que está exposta, os dois sindicatos produziram em parceria o vídeo para a campanha PROTEÇÃO VEICULAR NÃO É SEGURO. O presidente do SindSeg-SP, Mauro Batista, disse que o vídeo tem, como principal objetivo, “informar e esclarecer as pessoas sobre a atuação das Associações de Proteção veicular. As pessoas precisam entender a diferença entre facilidades que não são facilidades, são ações de alto risco e saber diferenciar bem o que é o Seguro”, defendeu.

O vice-presidente do Sincor-SP, Boris Ber, reforçou que a ideia da campanha é seguir uma linha de esclarecimento. “Estamos investindo junto com o Sindseg-SP e acreditamos que o consumidor, por meio das redes sociais, pode ter acesso a esse material”, aposta.

Já o presidente do Sincor-SP, Alexandre Camillo, diz que o sindicato, ao representar a categoria, acaba sendo uma extensão do que os Corretores falam para seus clientes. “Em razão do atual empoderamento do consumidor, temos de orientá-lo quanto às suas escolhas”, diz ele. O dirigente diz que a situação das associações tem sido um incômodo. “É uma ação ilegal que induz o consumidor ao erro”, acredita.

Para Camillo, a divulgação do vídeo dá aos Corretores o poder da comunicação. “Se todos os Corretores divulgarem em seus sites e nas redes sociais e entre seus clientes, levamos uma mensagem ampla para o consumidor”, defende. Para Camillo, o Corretor de Seguros tem que participar compartilhando o vídeo. “É nossa chance de fazer uma campanha de conscientização ao consumidor. Corretor, divulgue isso ao máximo para que chegue ao consumidor da maneira mais rápida possível”, afirmou.

O diretor-executivo do CQCS, Gustavo Doria Filho, elogiou a iniciativa das entidades. “Esse tipo de ação é que constrói a cadeia de valor em que o Corretor vira orientador da melhor forma de adquirir proteção. Que essa iniciativa se multiplique”, elogiou.

Compartilhe e promova o associativismo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *